Sistema FAEP/SENAR-PR
Carregamento de soja para exportação no Porto de Paranaguá, com imagem do mar e grande navio ao fundo em um dia de sol e céu azul

2023: exportações do agro crescem 40% no PR | Campo & Cia #179

Os produtos do agronegócio vendidos a outros países tiveram alta tanto em volume quanto em valores; confira os detalhes no episódio de hoje, com a participação de Luiz Eliezer Ferreira, do DTE da FAEP

As exportações de produtos do agronegócio feitas pelo Paraná ao longo de 2023 cresceram 40,8% em volume e 16,2% em receita. Os dados foram divulgados pelo Agrostat, plataforma do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) que sistematiza exportações e importações do agronegócio nacional. Ao todo, no ano passado, os paranaenses enviaram mais de 30 milhões de toneladas de produtos agropecuários ao exterior, que renderam US$ 19,4 bilhões. Em 2022, esses números tinham fechado, respectivamente, em 21,3 milhões de toneladas e US$ 16,7 bilhões.

Ouça e/ou baixe o episódio completo no player a seguir:

O tema é o destaque do Campo & Cia desta segunda-feira (22), o programa semanal de rádio do Sistema FAEP/SENAR-PR. Quem detalha os números é Luiz Eliezer Ferreira, técnico do Departamento Técnico e Econômico (DTE) do Sistema FAEP/SENAR-PR. “O ano de 2023 foi marcado por uma retomada das exportações principalmente do complexo soja, já que depois de um ano de quebra, tivemos uma safra cheia, o que possibilitou retomar as exportações. Na oleaginosa, tivemos um aumento em mais de 70% em volume em torno de 50% em receita, reflexo da queda nos preços”, destacou Ferreira.

No programa, Ferreira também tratou do complexo carnes, cujas exportações tiveram acréscimo de US$ 61,8 milhões em 2023, fechando o ano com uma soma de pouco mais de US$ 4,3 bilhões. Em volume, os negócios subiram de 2,1 milhões de toneladas para 2,3 milhões. O maior acréscimo em vendas foi em frango, com 9,9% a mais, passando de 1,9 milhão de toneladas para 2,1 milhões. No entanto, houve redução de US$ 18 milhões (0,4%) em relação a 2022, fechando o ano com US$ 3,766 bilhões de faturamento.

Abertura de novos mercados

Nos próximos anos, segundo Ferreira, o agronegócio do Paraná deve continuar uma trajetória para conquistar novos mercados para as carnes paranaenses. Desde 2021, o Estado possui o reconhecimento da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação. Com esse “visto” no passaporte, os paranaenses disputam os mercados mais nobres para vender seus produtos a um preço melhor. “É fundamental alimentar as relações comerciais entre os países e as negociações diplomáticas”, recomendou Ferreira.

Antonio Senkovski

Repórter e produtor de conteúdo multimídia. Desde 2016, atua como setorista do setor agropecuário (do Paraná, Brasil e mundial) em veículos de comunicação. Atualmente, faz parte a equipe de Comunicação Social do Sistema FAEP/SENAR-PR. Entre as principais funções desempenhadas estão a elaboração de reportagens para a revista Boletim Informativo; a apresentação de programas de rádio, podcasts, vídeos e lives; a criação de campanhas institucionais multimídia; e assessoria de imprensa.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • IMG_7804
  • IMG_7797
  • IMG_7803
  • IMG_7790
  • IMG_7793
  • IMG_7787
  • IMG_7775
  • IMG_7783
  • IMG_7771

Boletim no Rádio