Sistema FAEP/SENAR-PR

FRANGO: Produção de pintainhos de corte é a menor em quase nove anos

Segundo Cepea, baixo volume de animais alojados reflete as perdas do setor acumuladas ao longo do ano

O alojamento de pintainhos de um dia registrou, em maio, o menor volume desde novembro de 2009, refletindo a estratégia da indústria de tentar reduzir a oferta no mercado. De acordo com dados da Apinco, em maio (últimos dados disponíveis), a produção de pintos de corte somou 462,8 milhões de cabeças, queda de apenas 1% em relação ao mês anterior, mas de expressivos 11% frente ao mesmo período do ano passado. Trata-se, ainda, do menor volume desde novembro de 2009, quando foram alojados cerca de 461,3 milhões de cabeças. Segundo colaboradores do Cepea, o baixo volume de animais alojados em 2018 é resultado da queda na competitividade frente às carnes substitutas, da dificuldade de escoamento para o mercado externo, das perdas acumuladas pelo setor ao longo do ano e da paralisação dos caminhoneiros. Com a redução do alojamento, a menor oferta de animais para abate pode resultar em reação nos preços internos do animal vivo e da carne.

Fonte: Cepea

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio