Sistema FAEP/SENAR-PR

Greve de funcionários da Receita Federal atrasa entrada de soja paraguaia no Brasil

Paralisação dos Auditores Fiscais da Receita Federal teve início em julho deste ano

O Sindicato Nacional de Auditores Fiscais da Receita Federal aumentou a medida de força na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, liberando, a passos quase nulos, os caminhões com cargas de milho, trigo, arroz, soja e casca de soja com destino ao mercado brasileiro.

As consequências da pausa motivaram um atraso nas exportações. Mais de 2 milhões de toneladas de grãos ficariam sem mercado. As perdas econômicas já somam mais de US$40 milhões desde o mês de julho, quando a paralisação se iniciou.

A greve, realizada pelos funcionários da Receita Federal, que pedem por melhores salários, viola o artigo primeiro do Tratado de Assunção, como diz o diplomata Didier Olmedo, diretor geral de Comércio Exterior do Ministério de Relações Exteriores do Paraguai.

As pedas superaram ampliamente as sofridas até o momento, estimando um prejuízo superior a US$100 milhões sobre os grãos que não podem ser comercializados.

O setor de transporte do Paraguai também foi gravemente afetado, uma vez que não se pôde aproveitar a diminuição no movimento interno de grãos com a grande demanda que existia para levar os produtos ao país vizinho.

A medida de força colocada pelos funcionários da Receita Federal não mostra perspectivas de solução, circunstância que poderia fazer ressentir ainda mais a atividade comercial e os ingressos aduaneiros e, consequentemente, os recursos que a fiscalização precisa para o cumprimento de seus objetivos em área social.

Fonte: Notícias Agrícolas

André Amorim

Jornalista desde 2002 com passagem por blog, jornal impresso, revistas, e assessoria política e institucional. Desde 2013 acompanhando de perto o agronegócio paranaense, mais recentemente como host habitual do podcast Boletim no Rádio.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio