Sistema FAEP/SENAR-PR

Aumento no preço do diesel impacta no bolso do produtor

Nova política de reajustes da Petrobras provocam alta de até R$ 0,30 por litro e deixam produtores em alerta

A crescente mecanização faz tratores, implementos, colheitadeiras e veículos de transporte serem imprescindíveis para o sucesso agropecuário. Mas justamente o uso desses maquinários, que trazem facilidades ao trabalho no campo, tem preocupado produtores rurais. O diesel, que historicamente pesou relativamente pouco no bolso, no último ano teve, em média, um aumento de R$ 0,27 por litro no Paraná – o que representa 9,5% . Para termos de comparação, a inflação média do Brasil em 2017 deve fechar em torno de 3%, segundo o Banco Central.

O principal fator no aumento do preço diesel foi a alta na alíquota dos combustíveis, aplicada pelo governo federal. O PIS e Cofins cobrados sobre a venda do produto saltou de R$ 0,25 para R$ 0,46 por litro – aumento de 88%. Mas também pesa no reajuste o fato de que, desde o início de julho, a Petrobras mudou sua política de preços.

A partir de então ela passou a permitir reajustes até mesmo diários (se necessário) dos combustíveis de acordo com a oscilação da cotação do petróleo no mercado internacional. Independentemente dos motivos, o fato é que a questão tem causado preocupação entre os produtores. O município com maior reajuste no Estado foi Cornélio Procópio, onde o preço médio saiu de R$ 2,93 para R$ 3,32, ou seja, 13,3%.

Clique aqui para ler a matéria na íntegra

Imprensa

Composto por jornalistas e diagramadores, o Departamento de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR desenvolve a divulgação das ações da entidade. Entre suas tarefas, uma é o relacionamento com a imprensa, incluindo a do setor agropecuário e também os veículos

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX4A4228
  • AX4A4219
  • 04128_LIDERES_2022
  • 08760_LIDERES_2022
  • 04117_LIDERES_2022
  • 04039_LIDERES_2022
  • 04069_LIDERES_2022
  • AX4A4850
  • 03552_LIDERES_2022

Boletim no Rádio