Sistema FAEP/SENAR-PR

Paraná perde mais de dois milhões de toneladas para seca e calor

Lavouras secas, concentradas no Oeste de Santa Catarina, são exceção. Região central depende de 1,5 mês de clima normal

As perdas nas lavouras de soja e milho do Paraná ultrapassam 2 milhões de toneladas, conforme balanço divulgado nesta terça-feira (25) pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do estado (Seab). O volume refere-se somente à quebra na produção de soja, disse o secretário Norberto Ortigara. No caso do milho, o prejuízo é menos expressivo e soma 100 mil toneladas. O órgão acredita, no entanto, que a redução na safra de grãos 2013/14 pode ser ainda maior e chegar a 2,5 milhões de toneladas para os dois grãos.

Isso porque as chuvas que caíram nas últimas semanas não foram suficientes para reverter o déficit hídrico no solo em boa parte das regiões produtoras paranaenses. A redução na previsão de colheita do estado se deve ao calor excessivo e a falta de chuvas registrados especialmente no início deste ano. “Em algumas fazendas, as temperaturas chegaram a 70ºC”, lembrou Ortigara. Segundo o secretário, a região Norte foi a mais castigada pelo clima neste ano. Em Cornélio Procópio, por exemplo, a quebra foi de 50% no potencial produtivo da oleaginosa.

Segundo maior produtor nacional de grãos, o Paraná pretendia colher 16,48 milhões de toneladas de soja e 5,6 milhões de toneladas de milho nesta temporada.

Fonte: Gazeta do Povo – 24/02/2014

Sistema FAEP

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio