Sistema FAEP/SENAR-PR

Preço da carne suína atinge recorde nominal

Segundo CEPEA a carcaça especial fechou a R$ 7,99/kg no atacado da Grande São Paulo

As cotações da carne suína atingiram, nessa quarta-feira, 15, recorde nominal, com a carcaça especial fechando a R$ 7,99/kg no atacado da Grande São Paulo – até então, o maior valor nominal era de R$ 7,93/kg, observado em novembro de 2014. O preço da carcaça especial subiu 3,3% em sete dias e 19,6% no mês. Com a baixa oferta do suíno vivo, que tem mantido os preços em alta em muitas regiões acompanhadas pelo Cepea, frigoríficos repassaram os aumentos à carne. Mas, diante das valorizações, a demanda final se desaqueceu e a liquidez se reduziu. Assim, nestes últimos dias, alguns frigoríficos passaram a conceder descontos na venda da carne, no intuito de escoar parte dos estoques. Outra alternativa da indústria tem sido a redução dos abates – em algumas plantas, as atividades chegam a 50% da capacidade. No mercado de animais vivos, os valores subiram 4,3% na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba) na última semana, passando para R$ 5,27/kg na quarta-feira. No mês, a alta é de 17,3%.

Fonte: Cepea

André Amorim

Jornalista desde 2002 com passagem por blog, jornal impresso, revistas, e assessoria política e institucional. Desde 2013 acompanhando de perto o agronegócio paranaense, mais recentemente como host habitual do podcast Boletim no Rádio.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio