Sistema FAEP/SENAR-PR

Senado do Paraguai aprova imposto sobre soja

Grandes produtores organizam protestos pelo país caso o governo não vete a lei

O Senado paraguaio aprovou nesta quinta-feira (22) um imposto de 10% sobre as exportações de soja em estado natural, medida que o governo promete vetar. A taxa funcionaria como uma espécie de “retenciones”, em vigor no país vizinho, a Argentina.

Reagindo à medida, os grandes produtores organizados ameaçaram bloquear estradas caso o governo não vete a lei.

A ministra da Fazenda, Lea Giménez, advertiu em entrevista coletiva que se a lei entrar em vigor “terá consequências nefastas na economia”, e garantiu que o presidente Horacio Cartes vetará a medida.

“A contribuição impositiva do agro triplicou desde 2014”, destacou a ministra. A agricultura responde por 19% do PIB paraguaio.

Héctor Cristaldo, presidente da União de Grêmios da Produção (UGP), denunciou que “a lei é “confiscatória” e advertiu que o imposto atingirá especialmente os pequenos produtores.

A safra de soja paraguaia em 2016 foi a quarta principal do planeta, com 9.300.000 toneladas, segundo a Câmara Paraguaia de Exportadores e Comercializadores de Cereais e Oleaginosas (Capeco), o que representa um crescimento de 20% em relação à temporada anterior.

Fonte: Zero Hora

Antonio Senkovski

Repórter e produtor de conteúdo multimídia. Desde 2016, atua como setorista do setor agropecuário (do Paraná, Brasil e mundial) em veículos de comunicação. Atualmente, faz parte a equipe de Comunicação Social do Sistema FAEP/SENAR-PR. Entre as principais funções desempenhadas estão a elaboração de reportagens para a revista Boletim Informativo; a apresentação de programas de rádio, podcasts, vídeos e lives; a criação de campanhas institucionais multimídia; e assessoria de imprensa.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio