Sistema FAEP/SENAR-PR

SENAR-PR firma parceria para levar cursos a detentos

Termo de cooperação prevê a oferta de 5 mil vagas em capacitações nos próximos cinco anos em presídios, cadeias e Unidades de Progressão (UP) do Paraná

O SENAR-PR vai ofertar cursos a pessoas privadas de liberdade, detidas em estabelecimentos prisionais do Paraná. Nesta segunda-feira (27), a entidade firmou termo de cooperação com o Departamento de Polícia Penal do Estado do Paraná (Deppen), estabelecendo as bases da parceria para oferta de capacitação aos detentos. A meta é que nos próximos cinco anos sejam disponibilizadas 5 mil vagas em cursos e treinamentos do SENAR-PR em presídios, cadeias e Unidades de Progressão (UP) do Paraná, entre outras unidades.

No passado, já atendemos muitos estabelecimentos penitenciários do Paraná, com excelentes resultados. Com essa nova parceria, nós sistematizamos essa oferta e ampliamos esse atendimento. Com isso, o SENAR-PR cumpre um importante papel social, de contribuir com a reinserção dessas pessoas na sociedade.

Ágide Meneguette, presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR

O convênio assinado pelo presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR e o diretor-adjunto do Deppen, Maurício Ferracini dos Santos, passa a vigorar em janeiro de 2024. A reunião em que a parceria foi firmada também contou com as participações de Juliano dos Santos Prestes, que será o gestor do convênio; Lizandra Valério Bueno, coordenadora de reintegração social; e Josiane Aparecida Scremin, chefe de capacitação do Deppen.

Meneguette e Ferracini dos Santos assinaram o termo de cooperação para viabilizar os cursos

A diretora-técnica do SENAR-PR, Débora Grimm, destacou que a meta da parceria é levar mil vagas de cursos por ano às pessoas privadas de liberdade. Com as capacitações, a entidade espera levar formação profissional e complementar aos presos, principalmente em atividades ligadas ao meio rural.

“Além das capacitações presenciais, também vamos disponibilizar nosso catálogo de cursos na modalidade Ensino à Distância [EaD] e as cartilhas da nossa biblioteca virtual”, acrescenta Débora.

Assinatura

O diretor-adjunto do Deppen apontou que os cursos do SENAR-PR serão demandados pelos estabelecimentos prisionais do Estado, principalmente em unidades de progressão e em colônias penais, cujo perfil dos presos se encaixa às propostas dos cursos. A ideia é de que os cursos sejam escolhidos conforme a vocação da região em que as unidades penais se encontram.

Temos 36 mil presos em todo o sistema penitenciário do Paraná. Muitos deles estão nessas unidades, com perfil para receber os cursos. E o peso que o SENAR-PR tem é determinante. Precisamos desse tipo de parcerias para transformar a vida dessas pessoas privadas de liberdade e prepará-las para a reinserção na sociedade.

Maurício Ferracini dos Santos, diretor-adjunto do Deppen-PR

Entre os 120 estabelecimentos prisionais do Paraná, estão nove UPs. Uma dessas é a Penitenciária Central do Estado (PCE-UP), localizada no Complexo Penitenciário de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A unidade é considerada um modelo no sistema penitenciário do país. Lá, além de não haver superlotação, todos os presos estudam, trabalham e/ou cumprem alguma função.

“A reincidência de um preso que sai da PCE-UP é inferior a 5%. É uma unidade que, realmente, consegue cumprir o papel de reinserção social”, ressalta Ferracio. “Mas a ideia é levarmos os cursos do SENAR-PR a todos os estabelecimentos que tenham uma área rural ou que estejam em regiões com essa vocação”, acrescenta.

Imprensa

Composto por jornalistas e diagramadores, o Departamento de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR desenvolve a divulgação das ações da entidade. Entre suas tarefas, uma é o relacionamento com a imprensa, incluindo a do setor agropecuário e também os veículos

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • IMG_7804
  • IMG_7797
  • IMG_7803
  • IMG_7790
  • IMG_7793
  • IMG_7787
  • IMG_7775
  • IMG_7783
  • IMG_7771

Boletim no Rádio