Sistema FAEP/SENAR-PR

Série de encontros de líderes rurais percorre cinco cidades do Paraná

Cinco primeiros eventos “Liderança Rural – Cultivando Conexões” tiveram a participação de 1,3 mil produtores rurais interessados em assumir o protagonismo da liderança do agro paranaense

O Sistema FAEP/SENAR-PR, em parceria com o Sebrae-PR, promoveu, ao longo de duas semanas, os cinco primeiros encontros “Liderança Rural – Cultivando Conexões” de uma série de dez eventos que serão realizados ao longo de junho. Mais de 1,3 mil produtores rurais passaram por uma imersão em relação à importância da representatividade no meio rural. Com atividades lúdicas, interação e palestras motivacionais, os eventos plantaram uma semente de liderança nos participantes de cada uma das edições realizadas em Pato Branco (dia 7), Cascavel (dia 8), Campo Mourão (dia 9), Cianorte (dia 14) e Maringá (dia 15).

Para o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, essa série de eventos é um esforço conjunto que vai resultar em uma colheita produtiva da nova safra de líderes rurais para o Estado. “Em cada um dos municípios pelos quais passamos foi possível perceber o entusiasmo e o comprometimento. Foi nítido o interesse das pessoas em assumir o papel de protagonista para que as coisas aconteçam”, apontou. “A ideia de promovermos esses eventos é justamente mostrar o quanto já caminhamos em relação à união do setor e lembrar que as conquistas só foram possíveis pelo trabalho em conjunto”, complementou.

O Sebrae-PR tem contribuído para o desenvolvimento de líderes no Paraná por meio do seu Polo de Lideranças e, por meio da parceira com o Sistema FAEP/SENAR-PR, passou a envolver a área de agronegócio como diferencial. “Precisamos cada vez mais pensar no futuro e só conseguimos fazer isso se desenvolvermos novos líderes. É crucial termos entrosamento entre as pessoas, trabalhar em conjunto para debater e conquistar coisas boas para o agro. Essa grande mobilização realizada pelo Sistema FAEP/SENAR-PR não acontece em nenhum outro lugar do Brasil ou em qualquer instituição representativa”, enfatizou o diretor superintendente do Sebrae-PR, Vitor Roberto Tioqueta.

Autoridades políticas prestigiaram os encontros em diferentes municípios. Entre as presenças esteve o deputado estadual Marcio Nunes, que participou do encontro realizado em Campo Mourão. “Se temos conquistas, seja na área que for, é porque temos liderança. O papel do líder é motivar, orientar, ser espelho para que todos possam trabalhar num mesmo sentido. A FAEP tem sido uma grande liderança, que conseguiu diversas conquistas aos produtores rurais paranaenses”, avaliou.

Espaços de debate

Nos encontros, os participantes foram divididos em três grupos, para percorrer os espaços Aprendizagem, Conquistas e Representatividade. Desta forma, em grupos menores, os presentes puderam trocar experiências, conhecer realizações que estão na história do Sistema FAEP/SENAR-PR e também esclarecer dúvidas sobre o funcionamento da dinâmica da entidade. Tudo isso conduzido de modo interativo, com jogos de tabuleiro, músicas e depoimentos de produtores rurais.

No espaço Conquistas, foi possível revisitar acontecimentos históricos, como a mobilização de mais de 4 mil produtores rurais paranaenses que foram a Brasília pressionar a aprovação do Novo Código Florestal, em 2011. Outro ponto alto foi a recente conquista do reconhecimento internacional do Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação. “O Sistema FAEP sempre nos dá resposta imediata, não mede esforços para levar nossas reivindicações para as instâncias superiores. Temos não o direito, mas o dever de manter essas chamas acesas, até como uma forma de honrar quem um dia, décadas atrás, pegou um caderno debaixo do braço e foi coletar assinaturas para formar uma associação e que mais tarde se transformou em sindicato”, lembrou Oradi Caldato, presidente do Sindicato Rural de Pato Branco.

Encontro em Pato Branco, com presença de 280 pessoas

O presidente do Sindicato Rural de Cianorte, Diener Gonçalves, faz coro ao colega, destacando a necessidade de um trabalho sincronizado e conjunto em prol da defesa dos interesses do setor. “Essa união entre produtores, sindicatos rurais, FAEP e o SENAR-PR proporciona conhecimento, conquistas que até então eram inimagináveis para nós. Juntos podemos alcançar objetivos que antes julgávamos impossíveis”, reforçou.

Em Cianorte, 230 produtores estiveram presentes

Já no Representatividade, a preocupação foi refletir sobre como funcionam os processos de formação de lideranças. Desde 2019, o Sistema FAEP/SENAR-PR tem investido em iniciativas como o Programa de Sustentabilidade Sindical (PSS), uma resposta ao fim da contribuição sindical compulsória que impôs o desafio de encontrar fontes alternativas de renda aos sindicatos rurais. “Hoje, após uma grande pandemia e uma safra de verão que trouxe prejuízos para a maioria dos nossos produtores, estamos empenhados em nos unirmos cada dia mais, formando um sistema forte, atuante e que sabe onde quer chegar. Nosso setor aprendeu a duras penas que a organização é o único caminho para ocupar os espaços e é nosso papel darmos continuidade a isso”, sinalizou o presidente do Sindicato Rural de Campo Mourão, Nery José Thomé.

Evento em Campo Mourão reuniu 200 participantes

A oportunidade de estreitar laços e criar conexões entre produtores e lideranças de diferentes regiões do Estado também foram destacadas por representantes da agropecuária paranaense. “Nós somos especialistas em cultivo agrícola e estamos aprendendo a cultivar conexões. Quando acontece esse evento na região, não é dia de folha de pagamento ou de imposto de renda. É dia de cultivar conexões”, observou o presidente do Sindicato Rural de Maringá, José Borghi. “Os agricultores só são fortes porque são unidos”, ressaltou o presidente do Núcleo Regional dos Sindicatos Rurais do Norte e Noroeste do Paraná (Nurespar) e do Sindicato Rural de Mandaguaçu, Francisco Carlos do Nascimento.

No espaço Aprendizagem, os cursos do SENAR-PR e a necessidade do aprimoramento constante para se manter na vanguarda da produção rural foram as tônicas dos trabalhos. “Precisamos valorizar o que é nosso, o que tem cerne, o que tem força. O produtor trabalha muito e sabemos que o tempo é escasso, o que faz de momentos como esse ainda mais importantes. Por isso o SENAR-PR está trabalhando para fornecer treinamentos de qualidade que agreguem nos negócios no campo”, apontou o presidente do Sindicato Rural de Cascavel, Paulo Orso.

Cascavel mobilizou 270 participantes no encontro

Palestra

Outra atração do evento foi uma fala, dividida em duas partes, do palestrante Luciano Salamacha, que conectou cada fase do encontro com uma mensagem de motivação para o despertar do senso de liderança. Salamacha apresentou um contexto histórico da necessidade de organização desde os tempos primitivos da história humana. Ao longo do discurso tratou da necessidade de organização e do uso da inteligência como um diferencial para as sociedades se tornarem mais complexas.

O palestrante comparou o salto histórico da humanidade com a aplicação da ciência e da coragem dos produtores rurais paranaenses em promoverem grandes mudanças na agricultura e pecuária. O plantio direto e as melhorias genéticas nas criações de animais foram dois exemplos que ilustraram o diferencial paranaense na aplicação de conhecimento em prol do desenvolvimento. “Quando todo mundo dizia que não dava, o Paraná foi lá e fez. Existe algo que é mais do que nossa vontade, é nossa responsabilidade”, definiu o palestrante.

Mulheres têm ampla participação nos eventos

Ao longo dos cinco primeiros encontros, a presença feminina foi um destaque notável. Em todos os eventos, boa parte do público era composto por mulheres, muitas já ligadas à Comissão Estadual de Mulheres da FAEP (CEMF), uma demonstração da força que a representatividade feminina vem conseguindo desempenhar. Mesmo tendo surgido no  contexto da pandemia do coronavírus, o grupo tem conseguido atuar de forma incisiva, com seminários, transmissões ao vivo, formações, visitas técnicas e outras ações.

Em cada um dos eventos de liderança, representantes locais da CEMF fizeram falas convocando as mulheres presentes a se engajarem nas comissões locais. Com apoio da comissão estadual, os grupos municipais já somam 27 cidades representadas.

“Deixo registrado meu reconhecimento a todas as envolvidas nesse trabalho, que estão dando uma lição de que liderar é um processo transformador e que gera resultados a curto, médio e longo prazos”, parabenizou o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX4A2874
  • AX4A2847
  • AX4A2864
  • AX4A2835
  • AX4A2842
  • AX4A2830
  • AX4A2820
  • AX4A2827
  • AX4A2790

Boletim no Rádio