Sistema FAEP/SENAR-PR

Cooperativa investe R$ 62 milhões para produzir malte cervejeiro no Paraná

A cooperativa também investirá R$ 22,2 milhões em duas maltarias de Pinhão

A Cooperativa Agrária Agroindustrial investirá R$ 62,2 milhões na ampliação da unidade produtora de malte cervejeiro em Guarapuava e na modernização de caldeiras e fornalhas da maltaria de Pinhão, com recursos financiados pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Com a ampliação da unidade em Guarapuava, na região central do Paraná, a cooperativa aumentará a produção de malte de 220 mil toneladas por ano para 350 mil toneladas/ano. Serão investidos R$ 40 milhões na nova planta industrial da unidade.

A cooperativa também investirá R$ 22,2 milhões em duas maltarias de Pinhão, também na região central do Paraná, para modernização das caldeiras alimentadoras e das fornalhas de dois secadores de cereais na unidade de recebimento e beneficiamento de grãos.

O diretor-financeiro da Agrária, Arnaldo Stock, afirmou que o valor aprovado foi maior que o previsto inicialmente, já que a modernização das caldeiras não estava incluída na solicitação. “Quando vimos que a vida útil das caldeiras estava no final corremos atrás e, graças ao empenho do BRDE, parceiro de longa data, conseguimos enquadrar no financiamento”, comemorou.

COOPERATIVA – Fundada em 1951, no distrito de Entre Rios, por famílias de imigrantes do Sul da Alemanha, a Cooperativa Agrária Agroindustrial é cliente do BRDE há mais de 30 anos. Tem 600 cooperados e 1.100 colaboradores. Faturou R$ 2,2 bilhões em 2014.

A cooperativa atua na produção de malte, farinha de trigo, rações, óleo e farelo de soja, grits e flakes de milho, comercialização e armazenagem de cereais, venda de insumos agropecuários e suinocultura.

A partir da agricultura, a Agrária instituiu cadeias produtivas completas, que compreendem desde pesquisa agrícola, pela Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária (Fapa), até a industrialização.

Para dar suporte à produção, a Cooperativa Agrária conta com uma matriz energética própria, estrutura logística que engloba três unidades de armazenagem, além de um moderno laboratório central que realiza análises em todas as etapas da cadeia produtiva.

Fonte: AE Notícias

André Amorim

Jornalista desde 2002 com passagem por blog, jornal impresso, revistas, e assessoria política e institucional. Desde 2013 acompanhando de perto o agronegócio paranaense, mais recentemente como host habitual do podcast Boletim no Rádio.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio