Sistema FAEP/SENAR-PR

Curso in loco na propriedade atende interesse de pecuaristas de leite

Treinamento do SENAR-PR em boas práticas chama a atenção pela qualidade e atrai cooperativas

O curso “Boas Práticas na Propriedade de Leite” do SENAR-PR é uma referência em qualidade na promoção de melhorias na atividade. A formação, no catálogo de cursos desde 2018, tem como objetivo auxiliar trabalhadores, produtores rurais e suas famílias na implantação de procedimentos que assegurem a produção de leite com qualidade e segurança. Justamente por esse motivo, a formação tem chamado a atenção de organizações que igualmente são referência quando o assunto é qualidade dos produtos.

O município de Arapoti, nos Campos Gerais, tem no leite o segundo produto mais importante na agropecuária do município, com R$ 95,3 milhões em Valor Bruto de Produção (VBP), atrás apenas da soja (R$ 130,9 milhões). Dada a importância dos lácteos para movimentar a economia local, empresas importantes como as cooperativas Capal e Castrolanda atuam na região. E parte dos produtores do município, que são vinculados a essas organizações reconhecidas por serem referência em qualidade, participam agora da segunda turma do curso de boas práticas do SENAR-PR.

Desde 2014, a Capal trabalha com um programa próprio para promover a qualidade no leite, chamado de “Boas Práticas na Fazenda”. Na avaliação da técnica especializada em qualidade do leite da cooperativa Jessica Quirino da Silva, o curso do SENAR-PR permite aos produtores aprimorarem seus processos em direção à melhoria da qualidade do leite. “A formação será útil principalmente para ajudar os produtores a colocarem em prática as ações sobre exigência de leite, limpeza, instalações e outros aspectos e, mais, mantê-las durante todo o ano. Essa é uma dificuldade que temos hoje, a importância de se manter um padrão nos procedimentos durante o tempo todo”, aponta.

Cláudio Manoel Livramento, instrutor do SENAR-PR da turma do curso em Arapoti, ressalta que, além de promover maior desenvolvimento da cadeia, os treinamentos periódicos a produtores também fazem parte das exigências das normas sobre boas práticas. “Esse curso é uma oportunidade para os produtores e também para as empresas, que podem contar com um pessoal mais treinado, e ao mesmo tempo ter o certificado do SENAR-PR indicando que a propriedade segue essas exigências dos órgãos que regulam o setor, em especial o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento [Mapa]”, conta.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo.

 

Felippe Aníbal

Jornalista profissional desde 2005, atuando com maior ênfase em reportagem para as mais diversas mídias. Desde 2018, integra a equipe de comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR, onde contribui com a produção do Boletim Informativo, peças de rádio, vídeo e o produtos para redes sociais, entre outros.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX4A2022
  • AX4A2020
  • AX4A2016
  • AX4A2014
  • AX4A2015
  • AX4A2010
  • AX4A2011
  • AX4A2008
  • AX6A2625

Boletim no Rádio