Sistema FAEP/SENAR-PR

Feijão: Preços estáveis para os melhores padrões, diz Ibrafe

Entre quarta e sexta-feira foi vendido um bom volume de Feijões comerciais

Tanto no Paraná, como em Minas Gerais, o volume estocado pelos produtores diminuiu muito. A aproximação da colheita da segunda safra leva os produtores a não quererem arriscar.

Também as noites frias vão se sucendendo, tanto em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, quanto no Paraná. Chuvas e dias nublados também vêm ocorrendo com maior frequência, o que prenuncia a necessidade de tratamentos com fungicidas para garantir a sanidade da lavoura.

Os preços estáveis para os melhores padrões, ao redor de R$ 160,00 e R$ 140,00 para nota 8,5, podem não ser o que gostariam, mas também, na maioria dos casos, não dão prejuízo.

Em São Paulo, na região do Brás, a oferta foi de 38.000 sacas e, às 7h30, sobravam 34.000 sacas. Os preços foram R$ 175,00 para nota 9,5/9, R$ 155,00 para nota 8,5 e R$ 145,00 para nota 8.

Fonte: Ibrafe

André Amorim

Jornalista desde 2002 com passagem por blog, jornal impresso, revistas, e assessoria política e institucional. Desde 2013 acompanhando de perto o agronegócio paranaense, mais recentemente como host habitual do podcast Boletim no Rádio.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio