Sistema FAEP/SENAR-PR

Frango vivo: em março, custo de produção variou conforme o estado

Os dados de março até agora disponibilizados pela Embrapa Suínos e Aves, relativos ao custo de produção do frango vivo, mostram resultados opostos (altas e baixas) quando comparados ao mesmo mês do ano passado. E essa oposição de resultados ocorre até mesmo em estados vizinhos. É o caso típico do Sul. Na Região, o custo do Paraná em março passado manteve-se praticamente estável em relação a março de 2011, com alta de não mais que meio por cento. Já em Santa Catarina foi registrada redução significativa, de quase 7,5%, enquanto no Rio Grande do Sul houve um aumento que ultrapassou a casa dos 7%. Nos outros três estados cujos custos já foram divulgados (Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo), dois apresentam aumento de custo (de 5,3% em Minas Gerais; de 6,6% em Mato Grosso do Sul) e o terceiro registra redução (de 7% no Espírito Santo). Entre os seis estados, o maior custo foi registrado no Espírito Santo, tanto em 2011 como neste ano. Já o menor custo ocorreu no Mato Grosso do Sul em 2011 e em Santa Catarina em 2012. Seria inadequado levantar o custo médio desses seis estados, pois cada um tem números de produção e características bem diferentes. Mas considerando-se as similaridades dos três estados do Sul e o fato de responderem por mais de 50% da produção brasileira de frangos, tem-se, para a Região, um custo médio de R$1,78/kg em março de 2012, valor apenas 0,1% inferior ao de março de 2011.

Fonte: Avisite

Sistema FAEP

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio