Sistema FAEP/SENAR-PR

Mais soja na próxima temporada

USDA indica aumento de área de soja nos Estados Unidos e aumento nos estoques trimestrais americanos. Ouça o áudio com a economista Tânia Moreira Alberti, do DTE da FAEP

Por Tânia Moreira Alberti, economista da FAEP

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou nesta quinta-feira dois importantes relatórios para o mercado de grãos. Um deles trata da área de plantio nos Estados Unidos na temporada atual (2016/17) e outro mostra a posição dos estoques trimestrais americanos.

A área de soja aumentou para 83,7 milhões de acres (33,8 milhões de hectares), em sintonia com as expectativas de mercado, já que o aumento de área já era previsto, e maior que a previsão inicial de 82,2 milhões de acres (33,2 milhões de hectares) para temporada 2016/17.

A área de 83,7 milhões de acres para temporada atual é 1% maior que a área da safra 2015/16. A área a ser colhida é estimada em 83,0 milhões de acres (33,5 milhões de hectares), acima da safra passada e a maior área colhida na série histórica, segundo o USDA.

Para os estoques trimestrais de soja foi apontado crescimento de 39% em relação a junho do ano passado. O número subiu para 23,68 milhões de toneladas.

No milho havia expectativa de que a área diminuísse em relação ao inicialmente previsto de 93,6 milhões de acres (37,8 milhões de hectares). No entanto, a área aumentou para 94,1 milhões de acres (38 milhões de hectares), a terceira maior área já plantada na série história americana. Os dados surpreenderam o mercado, e as cotações de milho afundaram em Chicago após a divulgação do relatório.

Nos estoques trimestrais de milho foi indicado aumento de 6% em relação a junho de 2015, totalizando 119,98 milhões de toneladas.

Em resumo, os dados divulgados pelo USDA revelam mais área na soja e no milho, e estoques maiores. São projeções que mostram um quadro a favor da oferta nos Estados Unidos. No entanto, estas estimativas seguirão condicionadas ao clima. Apenas condições climáticas positivas entre julho e agosto poderão influenciar resultados excelentes de safra, mas até o momento a expectativa de clima seco permanece chamando a atenção do mercado na Bolsa de Chicago.

Clima em julho e agosto é chave para os resultados

O plantio de soja nos Estados Unidos ocorre principalmente entre maio e junho, e atualmente está concluído com 72% das lavouras americanas de soja em condições de boas a excelentes. Apesar das boas condições atualmente, o clima permanece como motivo de atenção e será fundamental entre julho e agosto. Condições de seca são esperadas para este período importante.

Na safra 2015/16 com a área de 82,7 milhões de acres foi colhida uma safra recorde de 106,88 milhões de toneladas. Na safra passada a área de milho era de 88,0 milhões de acres, resultando em uma produção de 345,49 milhões de acres, como terceiro recorde de produção americano.

Sistema FAEP

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio