Sistema FAEP/SENAR-PR

O que aconteceu com o clima?

Chuvas irregulares decorrentes do El Niño prejudicam produção agrícola no Estado. Fenômeno climático deve perder força nos próximos meses

Costuma-se dizer que a atividade agrícola funciona como uma “empresa a céu aberto”, isso porque ela está suscetível aos caprichos do clima, como geadas, chuvas, estiagens e outros fenômenos que, em excesso ou fora de hora, podem comprometer a produção.

Após um 2015 movimentado por conta da ocorrência do El Niño, os produtores rurais do Paraná entram em 2016 com dificuldades decorrentes do excesso de chuvas no Estado. As ocorrências são inúmeras e prejudicam diversas culturas. Desde a uva colhida em Marialva, onde as precipitações causaram perdas da ordem de 50%, até as hortaliças de Campo Mourão, que sofreram com a falta de sol, até a soja, onde muitos produtores temem amargar prejuízos nesta colheita por conta do clima.

Em Astorga, no Norte do Paraná, o presidente do Sindicato Rural do município, Guerino Guandalini, conta que em algumas lavouras da região a soja já está brotando na vagem, fruto da chuva que não para de cair. Além da perda da qualidade, os produtores não conseguem entrar com as máquinas nas lavouras para colher o que resta da produção que ainda não foi comprometida.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo da FAEP

André Amorim

Jornalista desde 2002 com passagem por blog, jornal impresso, revistas, e assessoria política e institucional. Desde 2013 acompanhando de perto o agronegócio paranaense, mais recentemente como host habitual do podcast Boletim no Rádio.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio