Sistema FAEP/SENAR-PR

Tecnologia empregada no campo alavanca uso de dejetos para biogás

Biomassa e outras matrizes energéticas podem ser aproveitadas dentro das propriedades

Por conta da abundância de recursos de biomassa vegetal, dejetos de animais e da incidência de energia solar, especialistas afirmam que o futuro da energia no Brasil é a renovável. O país é o primeiro colocado mundial no uso da bioenergia, que é aquela obtida por meio da conversão da biomassa em energia. De toda bioenergia utilizada no planeta, o Brasil consome 16%, seguido pelos EUA, com 9%, e Alemanha, com 7%.

Este porcentual deve crescer ainda mais, uma vez que o Brasil se comprometeu a aumentar a participação de fontes renováveis na sua matriz energética entre 28% e 32% até 2030, como ferramenta para reduzir as emissões de gases causadores de efeito estufa.

Já temos tradição no uso da energia hidrelétrica, que também é considerada renovável, uma vez que aproveita a força mecânica da água, porém esta fonte está sujeita a estiagens e outros problemas climáticos que podem prejudicar seu abastecimento.

No Paraná, onde está localizada a Itaipu, a segunda maior usina hidrelétrica do mundo, o uso de dejetos de animais (suínos, aves e bovinos) para a produção de biogás, e a geração de energia e biofertilizante, já está consolidado em diversas iniciativas que comprovam que é possível converter passivos ambientais em ativos energéticos.

Leia a matéria completa aqui.

Carlos Filho

Jornalista do Sistema FAEP/SENAR-PR. Desde 2010 trabalha na cobertura do setor agropecuário (do Paraná, Brasil e mundial). Atualmente integra a equipe de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR na produção da revista Boletim Informativo, programas de rádio, vídeos, atualização das redes sociais e demais demandas do setor.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio