Sistema FAEP/SENAR-PR

Tempo desfavorável no Sul prejudica trigo, com registro de perdas irreversíveis

Uma forte estiagem no Paraná e o excesso de umidade no Rio Grande do Sul, contudo, ameaçam o potencial produtivo nacional de quase 5 milhões de toneladas

O tempo desfavorável nos principais Estados produtores de trigo do Brasil, Paraná e Rio Grande do Sul, têm prejudicado as lavouras na reta final de plantio e, em alguns casos, as perdas já são consideradas “irreversíveis”, segundo especialistas.

Uma eventual colheita menor ante a esperada poderia exercer ainda mais pressão sobre o mercado brasileiro de trigo, que já depende de importações para atender a demanda doméstica e tem registrado nesta entressafra preços acima de mil reais a tonelada, uma alta de mais de 50% ante 2017.

Em seu mais recente relatório, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou uma produção de 4,9 milhões de toneladas em 2018, alta de cerca de 15% frente ao ano passado, mas a colheita ainda levará algumas semanas para chegar ao mercado.

Uma forte estiagem no Paraná e o excesso de umidade no Rio Grande do Sul, contudo, ameaçam essas previsões.

Fonte: Notícias Agrícolas

Antonio Senkovski

Repórter e produtor de conteúdo multimídia. Desde 2016, atua como setorista do setor agropecuário (do Paraná, Brasil e mundial) em veículos de comunicação. Atualmente, faz parte a equipe de Comunicação Social do Sistema FAEP/SENAR-PR. Entre as principais funções desempenhadas estão a elaboração de reportagens para a revista Boletim Informativo; a apresentação de programas de rádio, podcasts, vídeos e lives; a criação de campanhas institucionais multimídia; e assessoria de imprensa.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX6A1774
  • AX6A1768
  • AX6A1767
  • AX6A1764
  • AX6A1763
  • AX6A1746
  • AX6A1760
  • AX6A1739
  • AX6A1733

Boletim no Rádio