Sistema FAEP/SENAR-PR

Agricultores de Ubiratã apostam na produção de óleo e azeite de abacate

Produtos são utilizados para a alimentação, prevenção de doenças de pele e fabricação de cosméticos

Diz o ditado que a necessidade é a mãe da invenção. No caso do casal Edma e Rozalino Piccin, de Ubiratã (Região Oeste do Estado), foi a necessidade de obter renda em uma área de 17 hectares que os levou a buscar uma alternativa bastante incomum: explorar o óleo de abacate.

“Não compensava plantar soja e milho nessa área, então fomos pesquisar e nos encantamos pelo óleo”, lembra Edma. Segundo ela, a ideia surgiu há 17 anos. Depois da inspiração inicial começou a busca por cultivares e pelo conhecimento do manejo da fruta. As primeiras mudas demoraram seis anos para começar a produzir. Depois vieram mais dois anos de testes para a produção do óleo e do azeite de abacate. “Não sabia se fazia com abacate verde ou maduro. Não tinha manual de instrução. Fomos errando e acertando”, recorda a produtora.

Num primeiro momento foram plantados 500 abacateiros. As mudas vieram de Arapongas (Norte do Estado) da variedade Margarida, que descobriram ser mais apta para a transformação em óleo. Depois de enfrentar doenças, perdas por intempéries e outras adversidades, algumas plantas foram trocadas e hoje somam 400 árvores, sendo algumas da variedade Geada. Os produtores também comercializam a fruta in natura.

Leia a matéria completa sobre o uso do abacate aqui.

Carlos Filho

Jornalista do Sistema FAEP/SENAR-PR. Desde 2010 trabalha na cobertura do setor agropecuário (do Paraná, Brasil e mundial). Atualmente integra a equipe de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR na produção da revista Boletim Informativo, programas de rádio, vídeos, atualização das redes sociais e demais demandas do setor.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX4A4228
  • AX4A4219
  • 04128_LIDERES_2022
  • 08760_LIDERES_2022
  • 04117_LIDERES_2022
  • 04039_LIDERES_2022
  • 04069_LIDERES_2022
  • AX4A4850
  • 03552_LIDERES_2022

Boletim no Rádio