Sistema FAEP/SENAR-PR

Castro destaca protagonismo sindical em encontro de líderes

No total, 189 lideranças da região dos Campos Gerais participaram do evento, penúltimo do roteiro de 11

O produtor rural Márcio José Menon, de Ipiranga, acordou com um importante compromisso nesta quarta-feira (26): aprofundar seu conhecimento sobre o sistema sindical paranaense no 4º Encontro Regional de Líderes Rurais, promovido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR. Essa é a primeira vez que Menon participou do evento, realizado em Castro, que reuniu 189 produtoras e produtores rurais de 15 municípios da região.

Recém-associado do Sindicato Rural de Ipiranga, Menon aceitou o convite para participar do encontro com a expectativa de estreitar sua relação com a entidade e trocar experiências com outros agricultores da região.

Confira as fotos do evento no Flickr

“Eu tinha contato mais distante, por causa dos conhecidos, mas ainda ficava com aquela dúvida sobre me associar, por falta de conhecimento. Hoje eu vejo que o sindicato é uma instituição que sempre ajuda os produtores”, disse Menon.

Produtor rural Márcio José Menon participou pela primeira vez do Encontro Regional de Líderes Rurais

Na sua propriedade voltada para a agricultura familiar, Menon já desempenha um papel de liderança. “A gente precisa tomar a frente, principalmente em um mundo tão globalizado e digitalizado, onde as coisas acontecem tão rápido. Temos que ter iniciativa para unificar o trabalho e as lideranças”, refletiu.

Na edição deste ano, o Encontro Regional de Líderes Rurais já passou por 10 municípios, contemplando todas as regiões do Paraná. O encerramento acontece na próxima quinta-feira (27), em Rio Negro, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), totalizando 11 encontros.

A iniciativa faz parte do Programa de Sustentabilidade Sindical (PSS), criado pelo Sistema FAEP/SENAR-PR em 2018, com o intuito de fortalecer os sindicatos rurais e a representatividade do setor e impulsionar o surgimento de novas lideranças no campo.

União

Anfitrião do evento, o presidente do Sindicato Rural de Castro, Eduardo Medeiros Gomes, definiu o objetivo do encontro em uma palavra: motivação. “A capacidade de mobilização é importante para o nosso negócio. Se a gente não fizer por nós, ninguém vai fazer. Por isso é importante termos essa prática dentro do sistema. Com certeza teremos uma nova força na representação do Paraná”, afirmou.

Eduardo Medeiros Gomes, presidente do Sindicato Rural de Castro

O presidente do Núcleo dos Sindicatos Rurais dos Campos Gerais, Gustavo Ribas Netto, destacou a força do agronegócio brasileiro no cenário internacional e a importância de cada produtor rural nesse contexto. “A representatividade do setor só existe por causa das pessoas. Só assim vamos fazer com que o sistema avance em nossas demandas”, pontuou. “As mulheres vieram para agregar nesse sentido. É uma renovação para o nosso agro, que está sempre passando por provações e, por isso, precisamos dessa união”, complementou Ribas Netto, que também preside o Sindicato Rural de Ponta Grossa.

Gustavo Ribas Netto, presidente do Núcleo dos Sindicatos Rurais dos Campos Gerais e do Sindicato Rural de Ponta Grossa

Na sequência, o diretor-secretário do Sistema FAEP/SENAR-PR, Livaldo Gemin, fez um gesto simbólico para demonstrar essa união: convidou a diretoria da entidade e os presidentes dos sindicatos rurais para ficarem juntos no palco. “Hoje nós formamos uma força de representação grande. Não temos medo de enfrentar os desafios e lutar pelo nosso agro”, apontou.

Livaldo Gemin, diretor-secretário do Sistema FAEP/SENAR-PR

O vice-presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR Ágide Eduardo Meneguette enfatizou a importância de saber dialogar para defender os interesses da agropecuária do Paraná. “Sejam protagonistas de suas histórias, tomem a frente, participem dos sindicatos, dos conselhos dos municípios. Temos que ocupar esses espaços e participar das decisões, pois é o nosso setor que segura a economia desse país”, frisou.

Ágide Eduardo Meneguette, vice-presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR

Encerrando os discursos, a vice-presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR e coordenadora da Comissão Estadual de Mulheres da FAEP (CEMF), Lisiane Rocha Czech, falou sobre a participação feminina no campo. O evento em Castro, mais uma vez, foi exemplo dessa mobilização: 57% do público eram mulheres. “Damos todo o apoio para as mulheres que queiram vir conosco. Nós já somos boas, só precisamos aprimorar. E a oportunidade está nas nossas mãos”, concluiu.

Lisiane Rocha Czech, vice-presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR e coordenadora da CEMF

Protagonismo

A programação incluiu uma dinâmica inédita criada especialmente para o encontro: um jogo de tabuleiro que exemplifica a atuação dos sindicatos rurais e do Sistema FAEP/SENAR-PR. Os participantes foram organizados em grupos. De forma prática, eles puderam entender como as entidades do sistema sindical rural podem agir nos municípios, regiões e Estado para fortalecer o setor agropecuário e, principalmente, o papel do produtor rural dentro desse sistema.

Esse é o questionamento que permeia o Projeto Sindicato Protagonista, apresentado na sequência, que tem a finalidade de ajudar as entidades sindicais a atingirem um nível de excelência.

A coordenadora local da CEMF Kelly Taborda, que representa a região de Castro, trouxe os detalhes da iniciativa: os sindicatos rurais que aderirem ao projeto receberão apoio de uma consultoria para elaborar um planejamento estratégico, cujas ações serão desenvolvidas ao longo de 12 meses. O requisito para participar é que a entidade tenha uma comissão de mulheres formada e atuante.

Até o momento, 67 já formalizaram sua participação no Projeto Sindicato Protagonista, das 85 entidades com comissão de mulheres. Na ocasião, o presidente do Sindicato Rural de Ortigueira, Marcos Eidam, e a coordenadora da comissão local Luciane Eidam receberam a placa que simboliza a adesão da entidade ao projeto. Também aderiram os sindicatos rurais de Ipiranga, Ponta Grossa e Tibagi.

Jornada de superação

No final do encontro, o público assistiu à palestra de Filipe Masetti, conhecido como “Cavaleiro das Américas” por ter percorrido mais de 27 mil quilômetros a cavalo, cruzando 12 países das Américas do Norte, Central e Sul. Em uma trajetória que durou oito anos, dividida em três etapas, Masetti saiu de Calgary, no Canadá, foi até Barretos, em São Paulo, e depois seguiu para Ushuaia, na Patagônia argentina. Por fim, fez o caminho do Alasca, nos Estados Unidos, até retornar a Calgary, onde vive.

O conceito de protagonismo também foi trazido à tona em diversos momentos da palestra, por meio dos ensinamentos aprendidos durante a jornada de Masetti. “Essa viagem me trouxe importantes lições sobre propósito e legado. Mas você só vai entender isso quando segurar as rédeas da sua vida e se tornar protagonista. Tudo começa com um sonho, como a minha história”, ensinou.

Confira as fotos do evento:

20240626094803_AX4A0942

Bruna Fioroni

Jornalista com formação em UX Writing e UX Design. Tem experiência em produção de reportagens e roteiros, criação de conteúdo multimídia, desenvolvimento de estratégias de comunicação e planejamento de campanhas de marketing, com foco na experiência do usuário. Atualmente faz parte da equipe de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR.

Comentar

Boletim no Rádio

Boletim no Rádio