Sistema FAEP/SENAR-PR

Demanda por carne cresce, mas lenta retomada da economia limita alta

Consultoria aponta que a tendência é de mais oferta de carne bovina, lembrando que o abate de fêmeas aumentou 7% no primeiro trimestre ante igual intervalo de 2017

O consumo de carne bovina deve ficar mais aquecido no segundo semestre, quando tradicionalmente a demanda cresce, mas essa reação será mais contida que em outros anos por causa da lenta retomada da economia, diz a consultoria Agrifatto. O consultor Gustavo Machado destaca, em relatório, que a tendência é de mais oferta de carne bovina, lembrando que o abate de fêmeas aumentou 7% no primeiro trimestre ante igual intervalo de 2017. “Isso poderá limitar as máximas de preço da arroba ao longo desta entressafra”, diz. Para o especialista, a arroba do boi gordo, hoje sustentada, deve ficar ligeiramente pressionada no médio prazo.

Antonio Senkovski

Repórter e produtor de conteúdo multimídia. Desde 2016, atua como setorista do setor agropecuário (do Paraná, Brasil e mundial) em veículos de comunicação. Atualmente, faz parte a equipe de Comunicação Social do Sistema FAEP/SENAR-PR. Entre as principais funções desempenhadas estão a elaboração de reportagens para a revista Boletim Informativo; a apresentação de programas de rádio, podcasts, vídeos e lives; a criação de campanhas institucionais multimídia; e assessoria de imprensa.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio