Sistema FAEP/SENAR-PR

Embrapa FertBrasil leva tecnologias para o manejo adequado do solo no PR

Caravana passou por Guarapuava, Cascavel, Londrina e Ponta Grossa, levando informações qualificadas a técnicos e produtores

O Paraná recebeu, no final de junho, a Caravana Embrapa FertBrasil, iniciativa do Plano Nacional de Fertilizantes, que vai percorrer as principais regiões produtoras do país, levando palestras qualificadas voltadas a enfatizar a importância do manejo sustentável do solo como forma de melhorar a produtividade. Com encontros realizados em Guarapuava (na região Centro-Sul), Cascavel (Oeste), Londrina (Norte) e Ponta Grossa (Campos Gerais), o evento reuniu 668 participantes, entre produtores, técnicos e estudantes de Ciências Agrárias. Além das palestras, o público teve acesso a informações sobre plataformas desenvolvidas pela Embrapa.

Em uma das apresentações, Angelo Mansur Mendes, da Embrapa Territorial, orientou o agricultor a dividir sua propriedade em ambientes de produção e em áreas prioritárias, diferenciando talhões por tipos de solo, o que possibilita tomar decisões relacionadas ao manejo. O produtor deve considerar, por exemplo, o relevo, a textura, a presença de materiais grossos (rochas e pedras) e suscetibilidade a inundações para a tomada de decisões.

Para auxiliar na definição da melhor época para semear, a Embrapa dispõe do aplicativo Zarc Plantio Certo, que aponta as melhores datas para a semeadura de 43 culturas. O programa recupera dados do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), instrumento de política e gestão de riscos na agricultura. Outra ferramenta é o Pasto Certo, que indica qual o tipo de forrageiras ou leguminosas para o cultivo por ordem de relevância, estabelecendo comparações entre as cultivares. Ambas as tecnologias estão disponíveis para download na Apple Store e Play Store.

Proferida por Adilson Oliveira Júnior, da Embrapa Soja, outra palestra abordou as boas práticas para o uso eficiente de fertilizantes. Segundo o especialista, tudo começa nas escolhas do tipo de adubo, quantidade de fertilizantes a ser usado, época de aplicação e a forma de se fazer a correção do solo. Essas decisões precisam ser tomadas com base em um diagnóstico do solo, levando-se em consideração a cultura e o clima locais.

Para isso, a Embrapa começou a disponibilizar a Avaliação da Fertilidade do Solo e Recomendação de Adubação (Afere), um software voltado a auxiliar o produtor a calcular a quantidade de nutrientes que precisa ser restituída ao solo, fazendo recomendações a partir de análises. A plataforma terá três módulos, dos quais um já está em funcionamento. A ferramenta está disponível no site embrapa.br.

Em outra apresentação, Juliano Corulli Correa, da Embrapa Suínos e Aves, falou sobre os diferentes suprimentos de nutrientes disponíveis no mercado. O especialista também abordou dois experimentos conduzidos pela Embrapa com remineralizadores, que agregam mais cargas negativas ao solo, favorecendo o aproveitamento dos fertilizantes. Nesse segmento, a entidade tem um portfólio de insumos biológicos, disponível no site da entidade.

Em outra palestra, Ronaldo Pereira de Oliveira, da Embrapa Solos, apresentou tecnologias de gestão para Agricultura de Precisão (AP), apontando a tendência de se estabelecer zonas de manejo dentro da propriedade, fazendo análises por amostragem orientada – com sensores e equipamentos capazes de aferir textura, umidade, salinidade e outros nutrientes do solo. Uma das ferramentas disponíveis nesse segmento é a Plataforma AgroAPI, que oferece informações e modelos agropecuários gerados pela Embrapa para a criação de softwares e aplicativos para o setor agropecuário (disponíveis em agroapi.cnptia.embrapa.br). Outro dispositivo é o SmartSolos Expert, que auxilia na classificação de solos.

Manejo

Por sua vez, José Salvador Foloni, da Embrapa Soja, apresentou uma palestra em que ressaltou a importância da adoção de tecnologias sustentáveis de manejo agrícola. O especialista destacou, por exemplo, que a cobertura com palha no sistema de plantio direto aumenta a produtividade da soja entre 20% e 30% e que a rotação de soja com milho safrinha também teve efeitos positivos.

beenhere

Serviço


Confira a nota técnica sobre a Caravana Embrapa FertBrasil, elaborada pela técnica Ana Paula Kowalski, do Departamento Técnico e Econômico (DTE) do Sistema FAEP/SENAR-PR, clicando aqui.

Imprensa

Composto por jornalistas e diagramadores, o Departamento de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR desenvolve a divulgação das ações da entidade. Entre suas tarefas, uma é o relacionamento com a imprensa, incluindo a do setor agropecuário e também os veículos

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX6A0591
  • AX6A0558
  • AX6A0509
  • AX6A0629
  • AX6A0611
  • AX6A0606
  • AX6A0623
  • AX6A0347
  • AX6A0333

Boletim no Rádio