Sistema FAEP/SENAR-PR

Estradas rurais recebem material asfáltico para melhorar tráfego

Umuarama está melhorando as condições de tráfego em diversos trechos de estradas rurais não pavimentadas do município, através de parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

102_0124A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Umuarama vem melhorando as condições de tráfego em diversos trechos de estradas rurais não pavimentadas do município, através de parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A Prefeitura recebe o repasse de fresado de asfalto e aplica em determinados pontos das estradas mais suscetíveis às enxurradas, que acabam sendo danificados com maior frequência. 

O fresado é um subproduto da pavimentação asfáltica, resultado de corte ou desbaste de uma ou mais camadas por meio de processo mecânico a frio, geralmente retirado do pavimento quando é feita a manutenção. Aplicado sobre o solo mais argiloso, após um preparo e uma boa compactação, o material melhora as condições de tráfego para os moradores da zona rural. Em algumas regiões do Estado, o material também é conhecido como ‘anti-pó’.
Em alguns pontos, o fresado dá melhor resultado que o cascalho, além de ser um material mais barato. O problema é a falta de disponibilidade, comentou o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Antônio Carlos Favaro. O município solicitou a liberação de 3 mil toneladas do produto ao DER, porém até o momento apenas 380 toneladas foram cedidas. O transporte, preparo do leito das estradas, compactação e aplicação do fresado, incluindo toda a mão de obra, são realizados pela equipe da secretaria.
De acordo com o secretário, o fresado apresenta maior eficiência em solos argilosos (com terra mais firme). Já nos locais arenosos, o mais indicado é o cascalho. Até agora foram recuperados trechos das estradas Iarama, Primavera, Morada do Sol, Esperança e Estrada Cedro (próximo ao distrito de Lovat). Quando tivermos mais material, vamos aplicar em outros pontos dessas e de outras estradas que exigem manutenção constante, após períodos de chuva, acrescentou Favaro.
O município conta com mais de 500 quilômetros de estradas de leito natural (não pavimentadas), que ligam a sede aos distritos de Vila Nova União e Roberto Silveira, servem como rotas alternativas de deslocamento e garantem acesso a propriedades rurais, permitindo o trânsito de moradores, o transporte da produção agropecuária e o acesso das crianças e adolescentes da zona rural às escolas.
No ano passado, com a grande incidência de chuvas, a Prefeitura teve que fazer investimentos significativos na recuperação e readequação de diversos trechos de estradas, além de pontes que não resistiram ao volume de água. Muitos trechos foram afetados pela erosão, barrancos caíram, poças d’água prejudicaram o tráfego e pontes foram danificadas. Esses casos demandaram muito trabalho, além de despesas extras com combustível e manutenção das máquinas, explicou o secretário Favaro. A aplicação de cascalho e fresado de asfalto visa minimizar estes transtornos, tornando trechos íngremes mais estáveis e resistentes às chuvas.

Fonte: Umuarama Ilustrado 23/01/2014

DETI

O Departamento de Tecnologia da Informação (Deti) do Sistema FAEP/SENAR-PR, formado por profissionais da área, é responsável pela gestão tecnológica do portal da entidade, desde o design, primando pela experiência do usuário, até suas funcionalidades para navegabilidade.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX6A0944
  • AX6A0950
  • AX6A0940
  • AX6A0937
  • AX6A0922
  • AX6A0931
  • AX6A0870
  • AX6A0852
  • AX6A0867

Boletim no Rádio