Sistema FAEP/SENAR-PR

Excesso de chuva prejudica agricultura no Paraná

O verão foi marcado pelas constantes passagens de frentes frias associadas ao tempo quente e úmido que favoreceu a formação de áreas de instabilidade e as pancadas volumosas e constantes sobre o Paraná.

O mapa mensal de anomalia, mostra que no mês de Fevereiro, muitas áreas do centro-norte e leste do estado acumularam volumes de chuva bem acima da média. As primeiras semanas de março não foram diferentes, com muita chuva.

Por causa do excesso de chuva, a colheita da soja está prejudicada o que influencia na semeadura do milho safrinha. Normalmente, uma máquina faz a colheita e, na sequencia, outro equipamento faz a semeadura. Nas últimas semanas, os agricultores já deram início à colheita, mas ainda há expectativa de mais pancadas de chuva, segundo os meteorologistas da Climatempo.

Nos próximos dias, com o deslocamento de uma nova frente fria sobre o Sul do Brasil, há risco de novos temporais, principalmente entre amanhã (20) e sexta-feira (22). O mapa de chuva mostra que, entre os dias 20 e 24 de março, podem ser acumulados aproximadamente 30 milímetros nas áreas do oeste e interior paranaense e até 50 mm em Foz do Iguaçu e no leste do Paraná.

Sistema FAEP

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.53.29
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.53
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.52
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.07
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.09
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.11
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.05
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.52.02
  • WhatsApp Image 2022-04-27 at 13.51.57

Boletim no Rádio