Sistema FAEP/SENAR-PR

Por terra e mar, premiados marcam presença no encerramento do Agrinho

Estudantes contaram com o auxílio do Sistema FAEP/SENAR-PR, que viabilizou os transportes marítimo e terrestre até a capital

O dia 7 de novembro foi totalmente atípico para o grupo de estudantes Giovana Barbosa dos Santos, Paulo Henrique Petelak, Riquelmi Guedes Viana e Rafael Semfle Fernandes, das escolas estaduais localizadas no munícipio de Guaraqueçaba e na Ilha do Teixeira, que faz parte de Paranaguá, no Litoral do Paraná. A rotina tranquila, pacata e silenciosa dos alunos acabou substituída, na data, por barulho, música, multidão e muita festa.

Isso porque os quatro estudantes estavam entre os premiados do Concurso Agrinho 2022 e, pela primeira vez, participaram do evento de premiação no Centro de Convenções Expotrade, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Mas os preparativos da caravana do Litoral, formada pelos quatro estudantes, professores e familiares, para marcarem presença na festa que reuniu mais de 2,5 mil pessoas, começou muito antes.

Assim que souberam que estavam entre os premiados do Concurso Agrinho, os jovens começaram a se mobilizar. Com uma ajuda do Sistema FAEP/SENAR-PR, que viabilizou os transportes marítimo e terrestre, os alunos puderam estar em Curitiba para receber, em mãos, seus prêmios. No dia que antecedeu a cerimônia, a viagem até a capital paranaense incluiu uma viagem de barco de uma hora e mais duas horas a bordo de um ônibus. No total, a caravana contou com nove pessoas.

“Eu só tinha vindo a Curitiba, algumas vezes, a passeio. Essa foi minha primeira vez num evento como esse. É até estranho para mim e meus colegas, pois é o oposto de Guaraqueçaba, onde as coisas são calmas. Mas fiquei muito feliz de participar da premiação”, destacou Giovana. “Foi muito bacana participar do evento, ver tantas pessoas e a apresentação musical. Algo novo para nós, que ficamos distantes das grandes cidades”, complementou Petelak.

Estreia

Esse ano foi a primeira vez que o Colégio Estadual Marcílio Dias, em Guaraqueçaba, contou com os materiais didáticos do Programa Agrinho, desenvolvido há 27 anos pelo Sistema FAEP/SENAR-PR na grade curricular. Desta forma, a professora Márcia Lemos pôde, a partir do tema deste ano que tratava da sustentabilidade, agregar novas atividades e conhecimentos na rotina dos alunos.

“O tema do Agrinho encaixava perfeitamente com a realidade da nossa região. Estamos longe, de certa forma isolados, e precisamos fazer uso sustentável das coisas, dos objetos, de tudo que está ao nosso redor”, contou a professora.

O tema sustentabilidade também foi a linha mestra para a redação de Giovana, que acabou ficando em primeiro lugar na categoria Redação. “Me baseei nos textos do material do Agrinho para poder formular minha redação. Os materiais ajudaram muito na hora de abordar os assuntos, escrever o texto”, destacou a estudante, que não escondia o sorriso durante a festa de premiação.

“Agora que conhecemos a fundo o Agrinho, queremos ter os materiais em todos os anos de todas as turmas, para que mais alunos possa aprender mais e, quem sabe, representar o Litoral nas futuras premiações”, projeta a professora Márcia.

Imprensa

Composto por jornalistas e diagramadores, o Departamento de Comunicação do Sistema FAEP/SENAR-PR desenvolve a divulgação das ações da entidade. Entre suas tarefas, uma é o relacionamento com a imprensa, incluindo a do setor agropecuário e também os veículos

Comentar

Boletim no Rádio

Boletim no Rádio