Sistema FAEP/SENAR-PR

Seminário de solo e água reúne 755 pessoas em sete cidades

Série de eventos do Prosolo, promovidos pelo Sistema FAEP/SENAR-PR, passou por Umuarama, Maringá, Londrina, Ponta Grossa, Cascavel, Pato Branco e Guarapuava

O Paraná reforçou o time de produtores e técnicos comprometidos com o manejo da terra. Entre 23 de agosto e 1º de setembro, 755 pessoas participaram do Seminário Integrado de Conservação de Solo e Água. Os eventos do Programa Integrado de Conservação de Solo e Água do Paraná (Prosolo), promovidos pelo Sistema FAEP/SENAR-PR, passaram pelos municípios de Umuarama, Maringá, Londrina, Ponta Grossa, Cascavel, Pato Branco e Guarapuava.

Ágide Meneguette, presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, lembra que a conservação dos solos é de suma importância para a sustentabilidade do agronegócio a médio e longo prazos. “Nós batemos nessa tecla há décadas. Lá atrás, fomos os precursores do plantio direto no país, já servimos de exemplo para o Brasil e para o mundo em técnicas conservacionistas. Cabe a nós continuarmos no caminho da preservação e boas práticas para garantirmos a produção de alimentos e riquezas pelas próximas gerações”, projeta Meneguette.

Em cada região, o seminário contou com uma programação personalizada, com palestrantes locais. Bruno Vizioli, técnico do Departamento Técnico e Econômico (DTE) do Sistema FAEP/SENAR-PR, explica que a medida foi tomada para atender as diferentes características das atividades agrícolas no Paraná. “O uso de dejetos, por exemplo, é algo mais presente na realidade de produtores do Sudoeste e Oeste do que no Norte. Essa foi uma preocupação, levar conhecimentos que sejam aplicáveis na rotina do produtor rural”, explica.

Vizioli avalia que uma das grandes lições da série de eventos foi que conservar o solo traz vantagens ambientais e financeiras. “Produzir bem é a melhor forma de conservação de solo. Quando se está produzindo bem, o solo está conservado. Quem trabalha bem seu solo, vai ter mais ganho e mais produtividade. Quem participou do seminário, sem dúvida, vai multiplicar esse conhecimento e levar adiante”, detalha o técnico do DTE.

Outro ponto dos seminários foi a demonstração do poder de mobilização do Sistema FAEP/SENAR-PR. Em todas as cidades foi preciso abrir vagas extras. “Em todos os seminários vimos produtores interessados em melhorar a forma como lidar com o solo e a água. Trabalhamos com uma linha provocativa, de fazer o produtor ver que é possível”, completa Vizioli.

Técnicos

O público-alvo dos eventos eram os produtores rurais. Em algumas regiões, no entanto, a programação atraiu também a presença de técnicos e estudantes da área agropecuária. “Apesar de termos focado no público formado por agropecuaristas, não estávamos limitando a participação de estudantes e técnicos, até porque muitos são filhos dos produtores, diretamente ligados às atividades rurais”, explica Vizioli. “Os sindicatos e regionais de todos os municípios atuaram de forma organizada e o resultado foi uma ampla participação em todos os municípios, o que contribuiu muito para a difusão do conteúdo”, complementa.

Antonio Senkovski

Repórter e produtor de conteúdo multimídia. Desde 2016, atua como setorista do setor agropecuário (do Paraná, Brasil e mundial) em veículos de comunicação. Atualmente, faz parte a equipe de Comunicação Social do Sistema FAEP/SENAR-PR. Entre as principais funções desempenhadas estão a elaboração de reportagens para a revista Boletim Informativo; a apresentação de programas de rádio, podcasts, vídeos e lives; a criação de campanhas institucionais multimídia; e assessoria de imprensa.

Comentar

Boletim no Rádio

Galeria | Flickr

  • AX6A0944
  • AX6A0950
  • AX6A0940
  • AX6A0937
  • AX6A0922
  • AX6A0931
  • AX6A0870
  • AX6A0852
  • AX6A0867

Boletim no Rádio