Sistema FAEP/SENAR-PR

Produtora rural de Maringá populariza tilápia ao criar mais de 100 receitas

Marilaine Del Pintor Sanches já lançou três livros com o pescado como base e planeja entrar para o Guinness Book

A criatividade da empresária e produtora rural Marilaine Del Pintor Sanches na cozinha é invejável. Farmacêutica de formação, há alguns anos ela trocou os laboratórios químicos por outro tipo de alquimia, que costuma dar água da boca e arrancar suspiros das cobaias de suas experiências. Tudo começou quando Marilaine e o marido decidiram mudar o foco do empreendimento familiar. Até então a Piscicultura Piracema, localizada na região de Maringá, engordava peixes para pesque-pagues. Como o mercado não estava promissor, o casal decidiu apostar no abate da própria produção, que passou a ter foco na tilápia.

Com pescado fresco à disposição, Marilaine colocou sua criatividade para desenvolver diversas receitas tendo como base a tilápia (sopa de tilápia, taco de tilápia, torta, pizza, yakisoba e uma infinidade de iguarias feitas com a espécie).

“A minha forma de amar é cozinhando”, conta a empresária, que passou a postar fotos dos seus pratos nas redes sociais. “Depois que eu postava, as pessoas pediam a receita. Eu escrevia e mandava. Como começou a ter muitos pedidos, resolvi digitar as receitas e imprimir. Chegava a pessoa para comprar o filé e levava a folhinha com a receita. Com isso, o cliente saía do trivial de só comer peixe frito”, conta Marilaine, que administra o posto de venda da empresa, em Maringá.

Em 2021, com dezenas de receitas guardadas, Marilaine decidiu compilar o conteúdo em uma publicação. Nascia a primeira edição do livro “Peixe Nosso de Cada Dia”, com 28 receitas de tilápia. Marilaine não parou por aí e, no ano seguinte, a segunda edição trouxe 62 pratos com a mesma matéria-prima. Nesse ano, a terceira edição reúne 101 receitas feitas com o peixe (confira algumas receitas).

Sem ter feito curso de culinária, Marilaine utiliza a sensibilidade e paladar apurados para criar delícias como o “Risoto de tilápia piracema” e o “Filé de tilápia nas nuvens”, este último inspirado no comentário de um comensal que se sentiu nas nuvens ao experimentar a iguaria.

A divulgação do trabalho gerou feedback positivo. A autora recebeu pedidos do seu livro vindos de diversos restaurantes, hotéis, bistrôs e donas de casa de diferentes lugares do Brasil.

“Eu busco estimular o consumo, fazer o pessoal ir atrás de peixe fresco de qualidade. Com isso, os produtores [de pescado] terão que aumentar a produção, os fornecedores [de insumos] também, todo mundo sai ganhando”, avalia a empresária. “Meu ganho é fazer com que essa cadeia [da tilápia] vá para frente, incentivando o consumo. Há pessoas que abriram restaurante com as minhas receitas”, completa Marilaine, que faz parte da Comissão Estadual de Mulheres da FAEP (CEMF).

Em maio deste ano, o trabalho Marilaine entre as cinco finalistas femininas no concurso que elegeu as “Personalidades Brasileiras de Aquicultura”, durante o Aquishow, evento que contempla a cadeia. Esse prestígio não é fato isolado. Recentemente ela também foi convidada para dar uma oficina no Instituto da Pesca, em São Paulo. “Cozinhei três pratos para ensinar o pessoal”, comemora. Diante de tamanha dedicação, o próximo passo é o livro dos recordes. “Já pesquisei e não tem livro com mais receitas de tilápia do que o meu”, argumenta Marilaine, com a ambição de, um dia, figurar com suas receitas no Guinness Book.

Curso do SENAR-PR: derivados de pescados

Uma das formações na área de produção artesanal de alimentos do SENAR-PR é voltada para os derivados de pescado. A formação tem 16 horas e ensina aspectos como higiene na manipulação de alimentos, os cuidados com os perigos físicos, químicos e biológicos, a qualidade da água, e o controle, preparo dos alimentos. Além disso, os participantes também aprendem processo de compra, armazenamento, pré-preparo, higienização, cocção e resfriamento dos alimentos, além de terem acesso a informações necessárias para boas práticas no preparo. Para mais informações, acesse o site do Sistema FAEP/SENAR-PR.

André Amorim

Jornalista desde 2002 com passagem por blog, jornal impresso, revistas, e assessoria política e institucional. Desde 2013 acompanhando de perto o agronegócio paranaense, mais recentemente como host habitual do podcast Boletim no Rádio.

7 comentários

  • Parabéns, André, obrigada por divulgar o meu trabalho. O objetivo é aumentar o consumo de tilápia ,aumentar a produção, aumentar às pesquisas e tecnologia do pescado.

    • Boa Tarde Marilaine,

      obrigado pela mensagem.

      O Sistema FAEP/SENAR-PR sempre vai estar apoiando as ações dos nossos produtores rurais, principalmente em uma cadeia tão importante, sendo o Paraná o maior produtor de tilápia do Brasil.

      E, parabéns pelo seu trabalho.

      Seguimos à disposição

    • Seu trabalho fala por si Marilaine, eu que lhe parabenizo pelo sucesso do livro, que ajuda a alavancar a cadeia da tilápia e torna nossas refeições mais criativas!

  • Muito importante o incentivo e diversificação do consumo de peixes! Parabens pelo trabalho Marilaine PISCICULTURA PIRACEMA DE MARINGÁ

    • Boa Tarde Senhor José, obrigado pelo seu comentário.

      Pensamos da mesma maneira, a produção de tilápia no Paraná precisa ser destacada e divulgada, afinal, somos o maior produtor do Brasil.

      Qualquer coisa, seguimos à disposição.

  • Obrigada, tenho muito orgulho do nosso estado tão produtivo,de fazer parte da CEMF e de ter a FAEP sempre ao nosso lado.

Boletim no Rádio

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Galeria | Flickr

  • 00655
  • 00654
  • 00653
  • 00652
  • 00651
  • Evento Líderes Rurais. 01/12/2023 Foto: Brunno Covello
  • 00650
  • Evento Líderes Rurais. 01/12/2023 Foto: Brunno Covello
  • Evento Líderes Rurais. 01/12/2023 Foto: Brunno Covello

Boletim no Rádio